Cabelos brancos, varizes, dores pelo corpo, perda da audição e pele flácida são alguns sinais do envelhecimento. Mas como distinguir o que é normal das doenças provocadas pela idade?

Nesse blog post vamos falar sobre isso e ainda dar dicas de como atravessar os anos de forma saudável. Veja.

Quais são os sinais de doenças relacionadas à idade?

1 – Dores nas articulações

Infelizmente, as articulações doloridas são um dos sinais marcantes da idade. A osteoartrite se torna comum à medida que a cartilagem começa a se romper. Esse processo é conhecido como doença articular degenerativa (DAD). Essa dor é frequentemente associada com inflamação e inchaço. (1)

2 – Inflamação Crônica

A inflamação crônica também aumenta com a idade, razão pela qual as condições inflamatórias e autoimunes sistêmicas, como o intestino permeável, podem ser um sinal precoce de envelhecimento.

Os sinais comuns de intestino permeável incluem sensibilidade alimentar, problemas digestivos, disfunção tireoidiana, deficiências nutricionais, problemas de humor e fadiga e problemas inflamatórios da pele como acne ou psoríase. (2)

Solução:

Ter uma dieta anti-inflamatória

saiba-como-isso-e-possivel-chegar-a-melhor-idade-com-saude

Muitos sinais do envelhecimento estão diretamente relacionados à inflamação crônica, que pode ser controlada com uma dieta com alimentos anti-inflamatórios. Esta dieta inclui:

– Suplementos com ômega 3;

– Vegetais verdes e folhosos, frutas e vegetais ricos em antioxidantes;

– Carnes e frutos do mar de alta qualidade, de preferência salmão selvagem;

– Nozes e sementes saudáveis;

– Temperos como gengibre ou cúrcuma;

Também é preciso evitar alimentos e bebidas que causam inflamação como refrigerantes açucarados e gorduras ruins.  (3)

Saiba mais sobre os alimentos anti-inflamatórios

3 – Ganho de Peso

Até certo ponto uma pequena quantidade de ganho de peso (cerca de meio quilo a cada um ou dois anos) pode ser considerada uma parte “normal” do envelhecimento. O problema é que muitos adultos ganham muito mais do que isso devido a fatores como falta de tempo, sedentarismo, falta de sono, estresse e uma dieta pobre. (4)

4 – Varizes

As veias varicosas, ou veias gordurosas que aparecem com uma cor granulosa e escura (geralmente azul ou púrpura) afetam até 50% das pessoas com mais de 50 anos. Mesmo sendo tão comuns e nem sempre necessariamente preocupantes à saúde, podem acontecer devido a flutuações hormonais (como na gravidez), alterações da pressão arterial nas veias das pernas ou aumento da inflamação. (5)

5 – Fadiga e maus hábitos de sono

Fadiga crônica e sonolência diurna são alguns dos sintomas mais comuns do envelhecimento, especialmente após os 40 anos, e podem ter várias causas. Uma das mais comuns é a apneia do sono, um distúrbio que causa interrupções na respiração. (6)

Solução:

Mantenha-se ativo

Muitos dos sintomas do envelhecimento estão ligados ao estilo de vida. Praticar atividades físicas regulares é fundamental para uma boa saúde ao longo da vida e principalmente na terceira idade.

O ideal é encontrar atividades e hábitos de que você goste e que não irão causar prejuízos ao corpo. Uma ótima opção pode ser andar de bicicleta, nadar, caminhar ou fazer hidroginástica. (7)

Saiba mais sobre os benefícios dos exercícios

5 – Demência

A demência é um sintoma que afeta muitas pessoas à medida que envelhecem. O motivo mais comum para isso é a doença de Alzheimer, embora existam outras condições que podem ser responsáveis, incluindo degeneração lobar frontotemporal (DLFT), demência vascular causada por derrames, hidrocefalia de pressão normal ou demência causada por medicação.  (8)

Saiba como prevenir as doenças cerebrais

6 – Névoa cerebral

saiba-como-isso-e-possivel-chegar-a-melhor-idade-com-saude-1

Outro conjunto de sintomas que podem indicar o envelhecimento prematuro é a névoa cerebral. Os sintomas incluem fadiga, irritabilidade, problemas de concentração, esquecimento, dores de cabeça, falta de motivação, depressão leve, ansiedade e insônia. (9)

Solução

Coloque o cérebro para trabalhar!

Algumas atitudes podem ajudar a preservar as funções do cérebro na terceira idade. São elas:

  • Leia: quanto mais difícil for um texto, mais exercício mental você fará. Assim você também vai aprender novas palavras e exercitar a porção responsável pela linguagem no seu cérebro;
  • Aprenda um novo idioma:  o cérebro dos bilíngues desenvolve mais massa cinzenta em uma região associada à aquisição do vocabulário. Essa região concentra uma boa porção das células nervosas no cérebro. Quanto mais massa cinzenta, melhor e mais rapidamente o cérebro é capaz de executar uma tarefa;
  • Aproveite bem o tempo: desenvolva atividades produtivas como conversar com amigos, sair para um passeio ou fazer uma atividade voluntária. Tudo isso também vai exercitar seu cérebro de maneira diferente e muito mais eficaz do que ficar vendo televisão, por exemplo;
  • Aprenda a tocar um instrumento musical: a prática contínua de tocar qualquer instrumento estimula o cérebro a desenvolver novas conexões entre os neurônios, melhorando algumas funções cerebrais, como a memória e a coordenação motora.

7 – Alterações na aparência da pele

O sinal mais óbvio de envelhecimento deficiente são alterações na aparência da pele. As fibras dos tecidos são afetadas de várias maneiras durante o envelhecimento e os efeitos disso podem incluir manchas solares, pele irregular, coceira, rugas e flacidez geral. (10)

Solução:

Adote uma dieta com suplementos e alimentos a base de ômega 3:  seus ácidos graxos essenciais e com propriedades anti-inflamatórias, auxilia no tratamento e na prevenção de doenças de pele como psoríase, acne e alergias.

Por ser capaz de diminuir a inflamação celular em todas as camadas da pele, o ômega 3 reduz a vermelhidão, as rugas e a perda de tônus, reabastecendo os lipídios da pele, minimizando a perda de umidade e a acne, que são fatores que tornam a pele danificada e menos atraente.

8 – Problemas Digestivos

saiba-como-isso-e-possivel-chegar-a-melhor-idade-com-saude-3

Os sintomas comuns relacionados à idade no trato gastrointestinal incluem digestão mais lenta (que pode levar a constipação), supercrescimento bacteriano no microbioma, incontinência, diarreia, diverticulite, baixa absorção de nutrientes, metabolismo retardado de drogas, úlceras estomacais, pólipos e alterações no sistema imunológico. (11)

 

Solução:

Consuma probióticos: consumir alimentos e bebidas que são ricos nessa substância ajuda a melhorar a saúde do intestino e impulsionar o sistema imunológico.

Você pode, por exemplo, beber kefir ou misturá-lo com frutas. É uma das maneiras mais fáceis de consumir mais probióticos todos os dias.

Conclusão:

Reduza o estresse

O estresse é outro fator que está intimamente ligado à inflamação e que pode exacerbar os sinais de envelhecimento. Opções para eliminar o estresse incluem exercícios ou yoga, meditação, acupuntura e passar mais tempo na natureza.  

Combinar uma dieta saudável com estilo de vida ativo e ter uma boa interação social são ótimas maneiras de envelhecer com qualidade de vida! (13)

 

Mas quais são as maneiras naturais para envelhecer com saúde?

DICAS DE SAÚDE!

Lin Fish 33/22 – Óleo de Linhaça e Peixe em Cápsulas

Mix de óleo de linhaça prensado a frio e óleo de peixe de alta concentração. Possui os três tipos de ômega 3 encontrados na natureza: DHA, EPA e ALA. É indicado para pessoas que necessitam de doses mais elevadas de ômega 3, pois ajuda no tratamento de enfermidades relacionadas à deficiência de ômega 3 e, graças à ação anti-inflamatória, auxilia no tratamento de doenças anti-inflamatórias e autoimunes que podem afetar qualquer parte do corpo

Vital Beauty – Vitamina B5 e Biotina com Óleos de Amêndoa e Gergelim

Os óleos de amêndoas e de gergelim juntamente com o ácido pantotênico e a biotina, componentes do Vital Beauty, podem auxiliar na melhora dos sinais do envelhecimento cutâneo e na prevenção dos danos que podem ser causados com o passar dos anos. O Vital Beauty é um produto desenvolvido por especialistas em nutrição, exclusivo e especial para a beleza de dentro para fora!

Gostou desse conteúdo? Então repasse-o para seus amigos pois compartilhar saúde é Vital!

Referências:
1 – Escola de Medicina da Universidade Wake Forest, Winston-Salem, NC, EUA
2 – The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism
3 – Journal of the American College of Nutrition
4 – Revista Internacional de Obesidade e Desordens Metabólicas
5 – Chicago Vein Institute
6 –  Departamento de Medicina da Universidade do Alabama (EUA)
7 – The Journal of Physiology
8 –  Physical Change & Age
9- Faculdade de Medicina da Universidade Tufts, Boston (EUA)
10 – Experimental Dermatology
11 –  Clinical Nutrition and Metabolic Care

   

Como escolher um bom ômega?

A grande missão da Vital Âtman é promover a saúde

Baixe gratuitamente o e-book: Como escolher um bom ômega?

Baixe nosso E-book grátis