Depois do “Outubro Rosa”, agora é a vez do “Novembro Azul”. A campanha chama a atenção dos homens para a importância da prevenção do câncer de próstata. Este tipo de câncer, que é o que mais comum nos homens, tem uma incidência maior após os 65 anos de idade, mas também pode aparecer em jovens, porém os casos são mais raros. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) a estimativa é que, no Brasil, apareçam 61.200 casos novos de câncer de próstata por ano.

A boa notícia é que, se descoberto no início, as chances de cura são de 90% mas, se detectado em estágio avançado, essas chances diminuem para 10% a 20%! Por isso, é importante deixar o preconceito de lado e fazer o exame de toque retal e o de sangue, também conhecido como PSA.

De acordo com os médicos, homens que têm alguém na família com a doença devem fazer estes exames a partir dos 40 anos. Não havendo histórico familiar, essa idade é de 45 anos. Nos dois casos, a visita ao médico deve ser feita uma vez por ano.

Mas antes de falar sobre a doença e o tratamento, saiba o que é e para que serve a próstata:

A próstata é uma pequena glândula do tamanho de uma noz, localizada entre a bexiga e a pélvis do homem. Sua função é produzir parte do líquido que forma o esperma, ajudando a alimentar e proteger os espermatozoides.

Doença, sintomas e tratamento:

Mas quais os sintomas?

Muitas vezes os sintomas não aparecem, mas, em alguns casos, pode haver ardência ou dor ao urinar, jato fraco da urina e sinais de sangue no esperma. Quando isso acontece, é mais provável que a causa seja hiperplasia da próstata (veja abaixo), uma doença benigna e não um câncer. Entretanto, se aparecerem qualquer um destes sinais, é importante procurar um médico.

E o tratamento?

Vai depender do estágio da doença. Quando o câncer é local, o tratamento é a cirurgia de retirada da próstata ou radioterapia, muitas vezes associada a uma injeção para bloquear a produção dos hormônios masculinos. Quando a doença invade os órgãos em volta da próstata ou quando já há metástase, o tratamento é para evitar que a doença avance. Para isso, é feito o bloqueio da produção dos hormônios masculinos seguido de quimioterapia ou uso de drogas que inibem a produção dos hormônios de forma mais potente.

prostata-precisamos-falar-sobre-ela

O que é hiperplasia benigna da próstata?

Também conhecida como próstata crescida ou inflamada, é o aumento do tamanho da próstata, mas sem a presença de câncer. É uma condição comum pois, com o passar da idade, ocorre um aumento natural da próstata.

O tratamento pode ser feito através de remédios para relaxar o músculo da próstata, hormônios para diminuir o tamanho do órgão ou, nos casos mais graves, cirurgia para remover a próstata.

O câncer de próstata causa impotência sexual?

Nem todo paciente com câncer de próstata sofre com impotência sexual, mas a possibilidade realmente existe, especialmente após a prostatectomia (retirada da próstata), que é o tratamento convencional da doença. Ainda assim, quando o diagnóstico é rápido e a cirurgia é bem-sucedida, as chances de ter uma vida sexual plena são grandes e os riscos de disfunção erétil são mínimos.

A alimentação e hábitos saudáveis podem ajudar?

Sim. Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais e com menos gordura (principalmente de origem animal), ajuda a diminuir o risco do câncer. E mais: dietas ricas em sementes de abóbora foram associadas a níveis mais baixos de câncer de próstata e também de estômago, pulmão e cólon. Estas sementes também podem ajudar a aliviar os sintomas da hiperplasia benigna da próstata.

O tratamento contra a inflamação da próstata (que causa incômodo e tira a qualidade de vida do homem) com o óleo de abóbora, é uma prática comum em toda a Europa e tem sido comprovado por vários trabalhos científicos.

Na Alemanha, por exemplo, mais de 50% dos urologistas utilizam derivados de abóbora no tratamento dos seus pacientes. Além dos benefícios citados, análises químicas e estudos farmacológicos indicam que o óleo extraído destas sementes, tem efeito anti-inflamatório ao agir na formação de prostaglandinas pró-inflamatórias.

De acordo com pesquisas da Universidade Johns Hopkins, homens que ingerem vitamina E, selênio, betacaroteno e licopeno diariamente, presente em cerca de 4 mg de óleo de abóbora (ou ¾ de xícara de polpa com semente), apresentam redução de 36% a 75% na incidência deste problema.

As sementes podem ser consumidas in natura ou através de suplementos. Se optar pelas cápsulas, escolha os óleos prensados a frio; este é o único método de extração que garante um óleo 100% puro e natural.

Outro benefício deste alimento, é que baixos níveis de zinco estão associados à redução da qualidade do esperma e ao aumento do risco de infertilidade em homens. Por isso, uma vez que as sementes de abóbora são uma fonte rica de zinco, elas podem ajudar a melhorar a qualidade do esperma. Além disso, as sementes de abóbora também são altas em antioxidantes e outros nutrientes que podem contribuir para níveis saudáveis de testosterona e melhorar a saúde geral. Juntos, todos esses fatores podem melhorar a fertilidade e a função reprodutiva.

Além da alimentação, especialistas recomendam pelo menos 30 minutos diários de atividade física (para manter o peso adequado à altura), diminuição do consumo de álcool e nada de cigarro!

prostata-precisamos-falar-sobre-ela3

Então, se você é homem e tem 40 anos ou mais, previna-se! Não deixe que o preconceito ou o medo te impeçam de ter uma vida saudável!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus amigos, compartilhar saúde é Vital!

Referências
https://www.hcancerbarretos.com.br/cancer-de-prostata
http://www.ibcc.org.br
http://www2.inca.gov.br
www.tuasaude.com