“É mais fácil vencer um mau hábito hoje do que amanhã”. Confúcio

O pensador chinês está certo. Analise a sua rotina. Quais hábitos que você incorporou? Quais deles são saudáveis? Provavelmente você já conseguiu se livrar de maus hábitos através da força de vontade. Não é fácil, mas o esforço vale a pena. 

E como estamos no Novembro Azul, mês de conscientização e prevenção do câncer de próstata, é sempre bom lembrar quais hábitos podem contribuir para o aparecimento desta doença.

VEJA TAMBÉM: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA

Além dos fatores de risco, também vamos falar de como é possível prevenir esta doença através de atitudes simples que podem ser incorporadas no seu dia a dia.

Lembre-se: um hábito nada mais é do que uma atitude repetida todos os dias, que com o tempo se torna natural.

 

Mas antes vamos saber um pouco mais sobre o câncer de próstata:

conheca-8-fatores-de-risco-para-o-cancer-de-prostata

Como outros tipos de câncer, acredita-se que o câncer de próstata seja causado por uma combinação de fatores, incluindo aqueles que são genéticos e relacionados ao estilo de vida.

O câncer de próstata se desenvolve quando ocorre uma mutação nas células da próstata; elas começam a crescer e a se dividir mais rapidamente que as células normais. As células saudáveis morrem e células anormais formam um tumor. Às vezes, o tumor fica dentro da próstata, mas outras vezes ele se espalha e invade tecidos próximos, o que é chamado de metástase.

 

E quais os fatores de risco?

De acordo com informações publicadas em “Cancer Treatments Center of America”, os fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de próstata incluem:

1 – Obesidade ou excesso de peso

Homens obesos têm um risco maior de desenvolver câncer de próstata agressivo, têm um risco maior de morte por esta doença e demoram mais para se recuperar da cirurgia.

2 – Tabagismo e álcool

Uma pesquisa recente, feita pelo Departamento de Urologia da Universidade de Viena, Áustria, revelou que fumantes têm um risco 24% maior de morte por câncer de próstata do que os não fumantes.

Quanto ao álcool, um estudo da Universidade do Norte da Califórnia (EUA), revelou que homens que bebiam pelo menos sete doses por semana (entre 15 e 49 anos) tinham uma probabilidade três vezes maior de desenvolver câncer de próstata de alto grau do que homens que não bebiam.

3 – Maus hábitos alimentares

conheca-8-fatores-de-risco-para-o-cancer-de-prostata-2

O câncer de próstata também está relacionado a uma dieta altamente processada que inclui gorduras refinadas, gorduras trans, muito açúcar e carboidratos processados. Também parece haver uma associação entre a falta de vegetais na dieta (especialmente vegetais crucíferos, como couve-flor e brócolis) a um maior risco de câncer de próstata agressivo.

VEJA TAMBÉM: ÓLEO DE SEMENTE DE ABÓBORA COMO COADJUVANTE PARA A SAÚDE DA PRÓSTATA

 

4 – Sedentarismo

De acordo com informações publicadas em Zero Cancer, a prática de  exercícios físicos é fundamental para a saúde da próstata, tanto para combater a doença quanto para prevenir sua recorrência. A atividade física melhora a saúde física e emocional, ajuda no controle do peso, fortalece a musculatura, os ossos e pode ajudar com os possíveis efeitos colaterais do tratamento do câncer de próstata.

 

5 – Falta de vitamina D3

Os sintomas de deficiência de vitamina D3 têm sido relacionados com o aumento dos riscos para o desenvolvimento de câncer, incluindo o de próstata. De acordo com uma pesquisa publicada no “Frontiers in Endocrinology”, a vitamina D3 desempenha um papel importante em fatores que influenciam o crescimento do tumor, diferenciação celular e a apoptose (morte da célula).

Os pesquisadores descobriram que o aumento da exposição à luz solar e os níveis circulantes de vitamina D3 no organismo estão associados à redução da ocorrência e mortalidade em muitos tipos de câncer.

 

E quanto aos outros fatores?

Existem ainda outros fatores que não dependem de hábitos, mas sim de características como idade e fatores genéticos.  Veja:

 

6 – Idade superior a 65 anos:

À medida que o homem envelhece, aumenta a chance de desenvolver câncer de próstata. De acordo com informações publicadas em “American Cancer Society” o câncer de próstata é raro em homens com menos de 40 anos, mas a chance de ter câncer de próstata aumenta rapidamente após os 50 anos. Cerca de 6 em 10 casos de câncer de próstata são encontrados em homens com mais de 65 anos.

 

7 – História familiar de câncer

conheca-8-fatores-de-risco-para-o-cancer-de-prostata-3

Homens que têm um parente próximo com câncer de próstata têm duas vezes mais chances de desenvolver a doença em comparação com aqueles que não. Se os familiares afetados foram diagnosticados antes dos 65 anos, o risco é ainda maior. Um histórico familiar de outros tipos de câncer, como câncer de mama, câncer de ovário, câncer de cólon ou câncer de pâncreas, também aumenta o risco de um homem desenvolver câncer de próstata.

8 – Ter ascendência africana

De acordo com estudos da Universidade de Bristol, (Reino Unido), homens de ascendência africana têm três vezes mais chances de desenvolver câncer de próstata do que homens brancos.

Ainda não se sabe exatamente por que isso ocorre. Já homens asiáticos que vivem na Ásia têm o menor risco, mas aumentam se adotarem um “estilo de vida ocidental moderno”.

 

Como você viu, o risco de câncer de próstata está ligado à vários fatores, alguns você pode controlar, outros não. Aproveite para mudar os que dependem de você! Inclua na sua vida hábitos saudáveis como prática de exercícios físicos, boa alimentação e dê adeus ao álcool e ao tabaco.

 

Se você gostou deste conteúdo, repasse-o aos seus amigos e familiares, afinal compartilhar saúde é Vital!

 

 
Referências:
cancercenter.com/cancer-types/prostate-cancer
health.harvard.edu/blog
healio.com/hematology-oncology/prostate-cancer
zerocancer.org/learn
ncbi.nlm.nih.gov
bristol.ac.uk/news
cancer.org/cancer/prostate-cancer