Verão chegou e você não vê a hora de se jogar na praia ou piscina, não é mesmo? Mas infelizmente o calor e a umidade podem favorecer o aparecimento de uma infecção fúngica na região genital muito desagradável, a candidíase. Ela provoca muito desconforto como coceira, ardor e até um odor forte. Veja o que fazer para prevenir e tratar este problema e passar um verão bem saudável!

1 – Não fique com roupas molhadas

Depois de se exercitar (e transpirar muito) ou mergulhar na piscina, troque de roupa assim que possível. Ambientes quentes e úmidos são um terreno fértil para a candidíase. E mais: não se esqueça de lavar bem e pendurar a roupa íntima ou biquíni para secar, nada de deixar estas peças penduradas dentro do box;

sete-dicas-de-verao-para-mulheres5

2 – Use roupas íntimas de algodão

As calcinhas feitas de tecidos sintéticos costumam ser mais bonitas, mas elas tendem a reter a umidade. Então, pelo menos no verão, considere usar roupas íntimas feitas de algodão, que ajudam na ventilação da área íntima e podem deixar esta área mais seca. Uma dica dos ginecologistas é, se possível, dormir sem calcinha;

3 – Evite ducha higiênica

O calor de verão pode esquentar bastante a área íntima. Para tentar refrescar o local, algumas mulheres optam por lavar a área com ducha higiênica toda vez que usam o banheiro. Isso é desaconselhável pois, segundo os médicos, a água pode atingir a parte interna da vagina prejudicando as defesas naturais do corpo. Além disso, esta prática pode contribuir para deixar a área ainda mais úmida;

4 – Sabonete íntimo

Muitas mulheres gostam de usá-los para deixar a área mais limpa e perfumada. Nesse caso, os médicos aconselham a optar por produtos específicos que controlam o PH da região íntima e hipoalergênicos. Não é uma obrigação, mas se você se sentir confortável, pode usá-los no máximo até três vezes por dia;

sete-dicas-de-verao-para-mulheres4

5 -Troque seu absorvente com mais frequência

Mesmo que você esteja em férias e fazendo vários passeios, não se descuide. Com o calor, o risco do desenvolvimento de infecções é maior, principalmente se a área estiver coberta pelo absorvente. O ideal é trocá-lo sempre que necessário ou no máximo a cada quatro horas, independente do fluxo. Uma boca dica é colocar um lembrete no celular para lhe avisa sobre a troca;

6 –  Trate as infecções fúngicas o mais rápido possível

Se você começar a sentir coceira, perceber um corrimento ou um odor mais forte na região genital é bem provável que você esteja com candidíase. Nesse caso o tratamento deve ser feito o quanto antes. Medicamentos intravaginais e orais podem ser prescritos pelo seu médico, mas atenção: nunca se automedique!

sete-dicas-de-verao-para-mulheres1

7 – Use tratamentos naturais

A ingestão do óleo de orégano prensado a frio tem se mostrado eficiente no combate a infecções fúngicas devido a uma substância presente nele, o timol, que combate fungos patogênicos como os da candidíase.

sete-dicas-de-verao-para-mulheres3

Outra substância natural que também pode auxiliar muito no controle da candidíase é o óleo de coco prensado a frio. Ele também tem propriedades antifúngicas e pode ser usado tanto internamente como externamente para auxiliar o tratamento desta doença.

Os principais agentes do óleo de coco são o ácido cáprico, ácido caprílico e ácido láurico, que são ácidos graxos saturados de cadeia média que juntos trabalham para eliminar a infecção.

Quando o óleo de coco é consumido para o auxílio do tratamento da infecção por fungos, ele ajuda a reduzir a inflamação e a controlar a irritação do local, auxiliando na extinção gradual desses micróbios; usado topicamente, o óleo de coco acalma a pele e ajuda com que ela retenha mais umidade, já que, durante a candidíase, a mucosa tende a ressecar.

sete-dicas-de-verao-para-mulheres

É importante saber que, mesmo que o óleo de orégano e de coco sejam excelentes agentes auxiliares no combate aos fungos, qualquer tratamento deve ser acompanhado por um médico, já que em alguns casos mais severos pode ser necessário o uso de medicamentos. Esses óleos também podem ser usados diariamente para auxiliar na prevenção desses fungos, além de ter outros benefícios para a saúde e bem-estar.

Gostou das dicas? Repasse para suas amigas para que elas passem um verão bem divertido e saudável, afinal compartilhar saúde é Vital!

Referência:
www.huffingtonpost.com
uricer.edu.br
scielo.br
yeastinfection.org
thecandidadiet.com
Fotos: Freepik