Desde que nascemos ficamos expostos ao estilo de vida do local em que estamos. Infelizmente, o padrão de vida ocidental nem sempre é muito saudável.

Temos muito contato com alimentos processados, medicamentos e produtos químicos ou poluentes ambientais.

Isso faz com que nosso corpo fique carregado com radicais livres. Em condições normais eles fazem parte do funcionamento do organismo, mas quando estão em excesso podem causar problemas.

E como isso acontece?

Os radicais livres se acumulam no corpo devido ao estresse oxidativo, que pode ser causado por vários fatores, incluindo dieta e estilo de vida. Com o tempo, os radicais livres podem causar danos às células e contribuir para o desenvolvimento de doenças crônicas. Os antioxidantes ajudam a neutralizar esses radicais livres nocivos para prevenir os possíveis efeitos negativos à saúde.

E como melhorar o nível de antioxidantes em nosso corpo?

Alguns antioxidantes são feitos a partir do próprio corpo, mas podemos obtê-los também através de bons suplementos ou dietas com alto teor desta substância.

VEJA TAMBÉM: UMA QUANTIDADE DE ÔMEGA 3 PARA CADA NECESSIDADE!

Mas o que são antioxidantes?

São substâncias que inibem a oxidação como: betacaroteno, licopeno e vitamina C. Estes são alguns exemplos de antioxidantes que inibem a oxidação ou reações promovidas por oxigênio, peróxido ou radicais livres.

E quais os benefícios dos antioxidantes?

sete-beneficios-dos-antioxidantes-que-voce-precisa-conhecer-5

– Sinais mais lentos de envelhecimento, incluindo pele, olhos, tecidos, articulações, coração e cérebro;

– Pele mais saudável e mais jovem;

– Risco reduzido de câncer;

– Desintoxicação do organismo;

Longevidade;

– Proteção contra doenças cardíacas e derrames;

– Menos risco de problemas cognitivos, como demência;

– Risco reduzido de perda ou distúrbios da visão, como degeneração macular e catarata.

 

E quais são as substâncias e alimentos antioxidantes?

O termo “antioxidante” na verdade não se refere a um composto específico, mas a compostos específicos no corpo. Existem muitos tipos diferentes de antioxidantes, incluindo várias vitaminas, minerais e polifenóis.

A vitamina C é um antioxidante?

Juntamente com outros compostos da lista de antioxidantes, a vitamina C é altamente eficaz na neutralização dos radicais livres para proteger o corpo contra doenças. Outras vitaminas e minerais que possuem poderosas propriedades antioxidantes incluem vitamina A, vitamina E, manganês, selênio, licopeno, luteína, zeaxantina e flavonoides.

VEJA TAMBÉM: ÔMEGA 3, UM ALIADO DA SAÚDE OCULAR!

Conheça agora os principais alimentos antioxidantes:

Roasted salmon

Roasted salmon

Mirtilos, chocolate, nozes, alcachofras, feijão, frutas vermelhas, coentro, tomate, cenoura, batata doce, romã, couve, brócolis, uvas ou vinho tinto, óleo de semente de abóbora prensado a frio, salmão selvagem, sesamina e sesamolina.  

Suplementos antioxidantes

Você também pode encontrar substâncias antioxidantes em bons suplementos. Eles são seguros e fáceis de incorporar na dieta, basta ingeri-los com água.

 

Conheça como os antioxidantes podem beneficiar o organismo

 

1 – Ajudam a reduzir os efeitos do envelhecimento

O benefício mais importante dos antioxidantes é combater os radicais livres encontrados em todo corpo humano, que são muito destrutivos para os tecidos e células. Os radicais livres são responsáveis por muitos problemas de saúde e têm conexões com doenças como câncer e envelhecimento prematuro da pele ou dos olhos.

O corpo usa antioxidantes para evitar os danos causados pelo oxigênio. Os elétrons existem em pares e, nos radicais livres, falta um elétron.

Para compensar essa perda, os elétrons reagem com as células e isso as torna incapazes de funcionar corretamente, levando a uma reação em cadeia no corpo e à proliferação de radicais livres. Os radicais livres danificam o DNA, membranas celulares e enzimas.

 

2 – Podem auxiliar na saúde ocular

Macro shot of sweet bell pepper isolated on white background

Macro shot of sweet bell pepper isolated on white background

Os antioxidantes vitamina C, vitamina E e betacaroteno podem ter efeitos positivos na prevenção de sintomas de cegueira causada pela degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Muitos alimentos também fornecem antioxidantes chamados luteína e zeaxantina, apelidados de vitaminas dos olhos, encontrados em alimentos de cores vivas, como frutas e legumes, especialmente das cores laranja intenso ou amarelo.

 

 

3 – Contribuem para a beleza da pele

O uso de antioxidantes para a pele pode ajudar a combater os danos causados pelos radicais livres. As vitaminas A e C foram associadas a uma diminuição no aparecimento de rugas e ressecamento da pele. A vitamina C, especificamente, é um poderoso antioxidante que pode ajudar a reduzir o efeito dos danos oxidativos causados pela poluição, estresse ou má alimentação.

A deficiência de vitamina A também tem sido associada à secura, descamação e espessamento folicular da pele.

 

4 – Ajudam a prevenir derrame e doenças cardíacas

Como os antioxidantes ajudam a evitar danos nos tecidos e células causados pelos radicais livres, eles podem proteger contra doenças cardíacas e derrames.

O “American Journal of Clinical Nutrition” apresentou um estudo que descobriu: pessoas com altos níveis de vitamina C no sangue tinham um risco quase 50% menor de derrame. Inúmeros estudos também descobriram que pessoas que têm dietas ricas em vegetais têm mais longevidade e menos doenças cardíacas.

 

5 – Podem ajudar a reduzir o risco de câncer

Algumas pesquisas descobriram uma conexão importante entre antioxidantes e câncer. A alta ingestão de vitamina A, vitamina C e outros antioxidantes poderia ajudar a prevenir ou tratar várias formas de câncer, graças à sua capacidade de controlar células malignas no corpo.

  

6 – Podem ajudar a impedir o declínio cognitivo

sete-beneficios-dos-antioxidantes-que-voce-precisa-conhecer-3

Acredita-se que o estresse oxidativo tenha um papel central em doenças neurodegenerativas, mas uma dieta rica em nutrientes parece diminuir o risco delas. O Journal of American Medical Association of Neurology relata que uma maior ingestão de alimentos ricos em antioxidantes, como vitamina C e vitamina E, pode reduzir modestamente o risco de demência e Alzheimer a longo prazo.

VEJA TAMBÉM: A DIETA DO CÉREBRO 

 

7 – Podem proteger contra diabetes

Além de melhorar a saúde do coração e a função cognitiva, algumas pesquisas sugerem que os antioxidantes podem ajudar na prevenção do diabetes tipo 2. Por exemplo: em estudo no Japão, a administração de antioxidantes em camundongos ajudou a preservar a função das células beta no pâncreas, responsáveis pela produção de insulina.

 

Além de bons suplementos e de uma dieta rica em antioxidantes, você também pode preservar sua saúde dos radicais livres tendo bons hábitos como passar mais tempo na natureza e usar remédios apenas em caso de necessidade e com orientação médica!

 

Se você gostou deste conteúdo repasse-o aos seus amigos, afinal compartilhar saúde é Vital!

 

Referências:
draxe.com
ncbi.nlm.nih.gov/pubmed
aan.com – American Academy of Neurology