Não é nenhum segredo que o óleo de peixe auxilia no processo inflamatório e mantém a sua digestão em dia. Mas o que você pode não saber é que seus benefícios abrangem o corpo todo, desde a proteção do seu coração, sua densidade óssea até mesmo a queima de gordura e o bom funcionamento do cérebro.

Aqui estão sete fatos que você pode não saber sobre os benefícios do óleo de peixe e como você pode incluí-lo no seu dia a dia:

  1. Protege contra a poluição do ar

Quem diria que um dos muitos benefícios do óleo de peixe inclui proteger o seu coração da poluição do ar? De acordo com um estudo americano feito em 2012 isso é verdade! Vinte e nove adultos saudáveis de meia-idade, divididos em duas turmas, receberam 3g de óleo de peixe e um placebo, diariamente durante quatro semanas, e foram em seguida expostas ao ar impuro durante duas horas. Os pesquisadores descobriram que aqueles que tomaram o óleo de peixe não tiveram as mesmas respostas negativas do que aqueles que só tomaram o placebo.

Conclusão: Suplementos de ácidos graxos Ômega 3 oferecem proteção contra os efeitos cardíacos e lipídicos adversos associados com a exposição à poluição do ar, o que os torna uma obrigação, especialmente se você vive longe do campo.

  1. Reduz os sintomas da osteoartrite

De acordo com um estudo da Universidade de Bristol, o óleo de peixe poderia reduzir significativamente os sinais e sintomas da osteoartrite. Dietas ricas em Ômega 3 em cobaias com osteoartrite, mostraram reduzir a doença em 50% em comparação àquelas que mantiveram uma dieta padrão.

Conclusão: Segundo o estudo, se você tem qualquer tipo de dor nas articulações, você pode cortar o processo inflamatório pela metade ao tomar óleo de peixe diariamente.

  1. Reduz os sinais de envelhecimento

Evidências crescentes sugerem que o encurtamento dos telômeros (o DNA no final de seus cromossomos) pode inibir a função das células-tronco e regeneração celular causando o envelhecimento pouco saudável. Um estudo realizado em 2010, descobriu uma ligação entre os níveis de óleo de peixe no sangue e a taxa de encurtamento dos telômeros em cinco anos, o que sugere uma explicação para os efeitos protetores dos ácidos graxos ômega 3.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia – em São Francisco, estudaram mais de 600 pacientes e descobriram que, quanto maiores os níveis de ácidos graxos ômega 3 derivados de peixe no sangue de pacientes com doença cardíaca coronária, maiores são os telômeros.

Conclusão: Adicionando peixes como o salmão, atum, sardinha e arenque à sua dieta, pelo menos duas vezes por semana é uma ótima maneira de aumentar a sua ingestão de ômega 3 e manter as células mais jovens!

  1. Melhora a queima de gordura

Quando Peter Howe e seus colegas da Universidade do Sul da Austrália estudaram os efeitos da dieta e do exercício no corpo, eles descobriram que suplementos de óleo de peixe e exercício são uma poderosa combinação para a perda de gordura. Durante o estudo, os adultos com sobrepeso, obesos com síndrome metabólica e um maior risco de doença cardíaca, consumiram diariamente óleo de peixe combinado com exercícios aeróbicos moderados, três vezes por semana, durante 12 semanas. Reservas de gordura corporal, especialmente gordura abdominal, foram significativamente reduzidas no grupo que ingeriu óleo de peixe combinado com exercícios, porém não tiveram resultados aqueles que usaram somente óleo de peixe ou apenas praticaram o exercício.

Conclusão: A capacidade de sensibilização da insulina ao DHA, os benefícios anti-inflamatórios do EPA, e os benefícios de queima de gordura de ambos, fazem a escolha de um suplemento contendo quantidades significativas de cada um, uma boa idéia!

  1. Melhora o funcionamento do cérebro

Pesquisadores descobriram associações positivas entre os suplementos de óleo de peixe e funcionamento cognitivo, bem como diferenças na estrutura do cérebro entre usuários e não usuários de suplementos de óleo de peixe. Em comparação com os não usuários, os suplementos de óleo de peixe foram associados com um melhor funcionamento cognitivo durante o estudo. A única conclusão, no entanto, é que houve uma clara associação entre o óleo de peixe e o volume do cérebro em duas áreas críticas, utilizadas na memória e pensamento (córtex cerebral e hipocampo). Em outras palavras, o uso de óleo de peixe foi associado a um menor encolhimento do cérebro em doentes que tomaram estes suplementos.

Conclusão: A dieta deficiente em ácidos graxos ômega 3, pode fazer com que seu cérebro envelheça mais rapidamente e perca algumas das sua habilidades cognitivas e memória. Adicione-o à sua lista de suplementos diários para manter seu cérebro saudável ao longo dos anos.

  1. Preserva a massa muscular magra

Complementando sua dieta com óleo de peixe pode prevenir a perda de massa muscular, que normalmente ocorre em pacientes com câncer que se submetem a quimioterapia. Um estudo envolveu 16 pacientes que tomaram o óleo de peixe (2,2 g de ácido eicosapentaenoico por dia) e 24 pacientes que não o fizeram. Os pacientes que não tomaram o óleo de peixe perderam uma média de 2,3 kg enquanto os pacientes que receberam o óleo de peixe mantiveram seu peso. O que é ainda mais interessante é que 69% dos doentes no grupo dos pacientes que ingeriram óleo de peixe, ganharam ou mantiveram a massa muscular.

Conclusão: Lembre-se, o músculo é metabolicamente ativo e queima calorias mesmo enquanto você dorme. Consumir o óleo de peixe vai ajudar a preservar o músculo, mesmo durante a dieta.

  1. Melhora a saúde óssea

Quando se trata de manter a densidade óssea, o cálcio , vitamina D e magnésio não devem ser seus únicos suplementos. O DHA (ácido graxo ômega 3) é essencial para obter uma excelente saúde dos ossos! Os pesquisadores compararam os efeitos de um DPA ômega 6 e o DHA ômega 3 para o crescimento de ossos longos de cobaias. Os resultados mostraram que as cobaias alimentadas com a dieta de suplementação com ômega 6 tinham menor densidade óssea em comparação com as cobaias alimentadas com a dieta de suplementação com ômega 3.

Conclusão: Os autores concluíram que o ômega 3 parece ser um componente vital para manter a densidade mineral óssea e modelagem saudável do osso. Além dos suplementos acima, é importante adicionar em sua rotina exercícios regulares para prevenir a osteoporose.

Tão importante quanto a ingestão de ômega 3 é a escolha de um bom suplemento!

É preciso muita atenção ao escolher um bom suplemento. As concentrações de ômega 3, assim como a qualidade, variam tanto quanto as suas enormes diferenças de preço, por isso é aconselhável ler com atenção as informações contidas no rótulo.

Cuidado ao optar por um produto barato e de baixa concentração de ômega 3, pois para fazer efeito terá de usar uma quantidade maior e seu preço ficará mais caro do que um outro produto com maior concentração, que proporciona o efeito desejado com um número menor de cápsulas.

Ao escolher seu Ômega 3, olhe bem a concentração que ele vai te oferecer e a quantidade de cápsulas que você terá de usar por dia, escolha uma empresa idônea, responsável e transparente. Fica a dica!

Como escolher um bom ômega?

A grande missão da Vital Âtman é promover a saúde

Baixe gratuitamente o e-book: Como escolher um bom ômega?

Baixe nosso E-book grátis