“Eu tenho um sonho, de que um dia os homens viverão numa nação onde não serão julgados pela cor de sua pele e sim pelo conteúdo de seu caráter”.

Martin Luther King

Segundo Abraham Maslow, as pessoas são motivadas pelas necessidades ainda insatisfeitas ou não realizadas. Maslow identificou as necessidades por categorias de ordem crescente de sobrevivência biológica e fisiológica de coisas essenciais para a vida como: ar, alimento, bebida, abrigo, sono, roupa e aquecimento.

Todo ser humano almeja segurança de moradia, proteção, estabilidade financeira, segurança no trabalho e seguro médico. A condição social é caracterizada por amor e pertencimento, amizade, afeição, amar e ser amado.  

A autoestima acontece quando a pessoa quer ser reconhecida, ter atenção, status e autorrespeito.   A autorrealização é o topo na pirâmide, capaz de propiciar o indivíduo a atingir o seu potencial, com verdade, honradez, justiça, sabedoria e significado.

As pessoas neste estágio se sentem satisfeitas, equilibradas, harmonizadas, energizadas, felizes e realizadas. Na pirâmide elaborada por Maslow, apenas um pequeno percentual da população atinge esta fase.

Hoje em dia a maioria das pessoas encontram-se adormecidas, anestesiadas, entorpecidas, acomodadas, com baixa autoestima, sem automotivação e sem autossuficiência.

Ficam esperançosas de que algum dia tudo pode melhorar, como num passe de mágica ou por um toque da vara de uma fada.  Nem sempre se empenham para galgar os degraus da evolução da pirâmide de Maslow ou do sonho de sua vida.

qual-e-seu-sonho

São poucos os que se programam, planejam ou se esforçam para mudar. As pessoas negligenciam que a energia despendida para fracassar, muitas vezes é superior a gasta para o sucesso.  Esquecem-se de que a coragem e a virtude vencem o medo e a ignorância; que o esforço e dedicação triunfam sobre a preguiça e procrastinação.

Sonhar acordado é um atributo concedido ao ser humano e que poucos utilizam bem. O sonhar permite visualizar possibilidades, muitas vezes invisíveis ou impossíveis no presente, mas que podem se materializar no futuro.

Toda a criação para materializar-se, passa antes pela mente, através da visão e imaginação. Nem todos estão cientes da missão a desempenhar nesta vida. Nem sempre traçam seus propósitos, metas ou tarefas a serem cumpridas.

Algumas pessoas esperam que as oportunidades da vida sejam abertas como portas por controle remoto. Muitos vivem como autômatos ou robôs, sendo controlados em vez de manter o controle.

Não eliminam as fugas, as distrações, as debilidades ou a preguiça. Deixam de se inspirar nos vencedores como os atletas olímpicos que trabalham com afinco, durante anos, em busca do pódio, com a finalidade de realizarem seus sonhos. 

Elas abdicam do costume de investir tempo, recursos, esforço, empenho, trabalho e criatividade para desenvolver novas competências, novas habilidades e expandir a mente.

Torna-se necessário incentivar as pessoas a sonhar, desafiá-las para que transcendam a sua realidade, com o objetivo de criar o próprio futuro com a finalidade de exercer seu poder de escolha e decisão.

qual-e-seu-sonho-2

Para despertar os sonhos, costuma-se fazer perguntas focadas no que a pessoa quer da vida. O que você mais deseja na vida? Como e onde quer estar daqui a 1, 5, 10, 20 anos? O que lhe dá ou poderá dar mais prazer em sua vida? O que é o mais importante para você hoje? Aonde quer viver? Quem quer ser? Com quem quer compartilhar o seu tempo? Se você acredita, que é possível, o que, por que, quando e como fará?

Perguntas poderosas estimulam as pessoas a harmonizar os valores com o sonho e promovem uma vida congruente com o que desejam e gostam. Pessoas que sabem o que querem na vida têm uma estratégia, uma visão, um propósito, um objetivo, uma direção a seguir e plantam as sementes do seu próprio destino.

É preciso usar a imaginação, a visualização, a inspiração, acreditar, inovar e atravessar fronteiras mentais sem limites. Recomenda-se aprender a abandonar os velhos padrões, abrir espaço para as mudanças, construir pontes para transcender o horizonte conhecido e navegar em águas nunca antes navegadas, para atingir a autossatisfação.

Aprender a agradecer o passado, viver o presente e planejar o futuro, com a finalidade de promover a transmutação do negativo para o positivo. Manter o foco no sonho, na visão, no caminho e destino.

Afinal de contas, qual é o seu sonho?

Eduardo Carlos da Silva

Neurocirurgião e Coach

CRM: 36865