Vamos fazer um teste? Experimente ficar dez minutos de olhos fechados e fazer suas atividades do dia a dia. Quase impossível certo? Isso porque a visão é um dos sentidos mais importantes do corpo.

É através dela percebemos nossa orientação espacial, vemos os rostos e sorrisos de nossos familiares, vemos um filme, lemos um livro, admiramos a natureza, e mais: além de transmitir imagens para o cérebro, a entrada de luz pelos olhos controla nosso ciclo circadiano, responsável pelo controle do nosso relógio biológico.

E como você está cuidando da sua visão? Está fazendo visitas periódicas ao seu oftalmologista? Está usando óculos de sol com proteção contra os raios UV? Tudo isso é muito importante, mas entre esses cuidados existe um que talvez você ainda não saiba.

Trata-se da suplementação com ômega 3. Sim! Entre os inúmeros benefícios desse ácido graxo, está a melhora da saúde ocular.  

Mas como?

omega-3-um-potente-aliado-da-saude-ocular2

– Só para se ter uma ideia, o coração, cérebro e os olhos contêm o mais alto conteúdo de ômega 3 em comparação com outras partes do corpo humano;

– O cérebro e os olhos são altamente beneficiados pelo ômega 3, que se acumula nesses tecidos durante a vida fetal tardia e neonatal precoce. E mais: ele pode aliviar a pressão intraocular e prevenir a degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

– O DHA (ácido docosahexaenóico), presente no ômega 3, é essencial para um bom desenvolvimento fetal e ajuda a formar a retina dos olhos (93% do ômega 3 está nessa região).

– Estimula a secreção de lágrimas podendo prevenir a doença do olho seco.

Mas quais as substâncias presentes no ômega 3 que ajudam a promover esses benefícios?

Antes de falar sobre isso é preciso entender que o mecanismo de defesa da camada das camadas do globo ocular é feito através de substâncias antioxidantes.  Alguns deles são produzidos pelo próprio organismo e outros, como o ácido ascórbico, α-tocoferol e os carotenóides luteína-zeaxantina, devem ser ingeridos através de bons suplementos ou alimentação.

O problema de obter essas substâncias através da alimentação é que, para ser eficaz, seria preciso ingerir uma quantidade muito grande desses alimentos. Então a melhor saída é usar suplementos de boa qualidade, que garantem a quantidade ideal necessária por dia desses antioxidantes.

Comprovação – em um estudo publicado pela Revista Brasileira de Oftalmologia, os pesquisadores avaliaram a progressão da DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade) como uso de um suplemento nutricional contendo antioxidantes (vitamina A, betacaroteno, vitamina C, vitamina E, óxido de zinco, ferro, luteína e zeaxantina) e ácidos graxos ômega 3 por 6  meses. Foi observada melhora da acuidade visual em 56,7% dos pacientes em uso do suplemento.

Outro estudo, publicado em Ophthalmology Times, revelou que os ômegas-3 estimulam a secreção de lágrimas. As citocinas anti-inflamatórias TNF-α, IL-α e IL-β afetam a secreção de lágrimas pela glândula lacrimal na doença do olho seco através da inibição da liberação de neurotransmissores das sinapses neurais. Alguns trabalhos em modelos animais têm mostrado que quando a TNF-α é bloqueada, a doença autoimune da glândula lacrimal pode ser revertida e a secreção lacrimal restabelecida. A relevância deste estudo também pode ser evidenciada por estudos epidemiológicos que demonstraram que os pacientes portadores do olho seco possuem uma dieta pobre em ômegas 3, incluindo EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA (ácido docosahexaenoico).

 

E quais outras substâncias que trazem benefícios para os olhos?

omega-3-um-potente-aliado-da-saude-ocular3

 

– Óleo de linhaça prensado a frio: ajuda a reduzir a inflamação ocular e melhora os sintomas de olho seco

– Vitamina E: o principal papel da vitamina E é sua ação antioxidante que protege as membranas celulares da deterioração dos radicais livres de oxigênio;

–  Vitamina A: é essencial para diversos processos metabólicos, incluindo o ciclo visual e para os sistemas antioxidante e imunológico;

– Luteína e Zeaxantina: A luteína, é considerada um dos principais carotenóides e tem um importante papel na manutenção da morfologia e integridade funcional da retina. Também é considerada um potente antioxidante na prevenção contra os radicais livres nos tecidos oculares.

Em adultos, a zeaxantina é dominante no centro da fóvea, área do olho em que se forma a imagem que é transmitida ao cérebro. 

Se você gostou desse conteúdo repasse-o para seus amigos, afinal compartilhar saúde é Vital!

 

Referências:
– Guimarães AF, Silva SMCBS, Necessidades e recomendações nutricionais na gestação. CADERNOS’ Centro Universitário S. Camilo, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 36-49, abr./jun, 2003.
– Jeffrey P, Gilbard MD, Nutrition and the eye. Dry eye and the role of nutrition. Continuing Professional Development – Sponsored by Alcon Specialists in Eyecare.
 – Rogil José de Almeida Torres, Dalton Bertolim Précoma, Maurício Maia, Flávia Kaiber, Camila Prim, Andréa Luchini, Rossane Serafin Matos, Michel Eid Farah. Conceitos atuais e perspectivas na prevenção da degeneração macular relacionada à idade. Ver. Bras. Oftalmol. 2008; 67 (3): 142-55.