Saiba mais sobre a importância do magnésio para o bom funcionamento do seu organismo.

Quando se fala em vida saudável, logo a gente pensa em alimentação saudável, exercícios físicos, lazer, mais tempos com amigos, e por aí vai, não é mesmo?

Mas pouca gente se lembra que, muitas vezes é preciso fazer o uso de suplementos para melhorar a ingestão de vitaminas e minerais!

Um bom exemplo de um mineral cujas taxas são dificilmente adquiridas apenas através da alimentação, é o magnésio, que chega a ser insuficiente em 80% da população!

As principais causas disso são:

– Empobrecimento do solo;

– Introdução de alimentos geneticamente modificados na dieta;

–  Excesso de produtos químicos nas lavouras;

– Doenças digestivas;

– Envelhecimento;

– Uso de alguns medicamentos para doenças crônicas

“Mas porque eu devo me preocupar com isso”?

Porque ele é o mineral mais importante do corpo!

De acordo com o neurocirurgião norte-americano, Norman Shealy, o magnésio ajuda a regular o cálcio, potássio e sódio, e é essencial para a saúde celular e um componente fundamental para mais de 300 funções bioquímicas no corpo.

E mais: pode ser que você esteja com deficiência desse nutriente e nem saiba!

Mas o que fazer? Alguns exames laboratoriais podem detectar a hipomagnesemia (falta de magnésio), mas eles precisam ser específicos, isso porque apenas 1% desse nutriente é encontrado na corrente sanguínea o que pode dificultar sua detecção.

O que você pode fazer é ficar atento a alguns sintomas como:

1 – Câimbra nas Pernas:

76% dos adultos e 7% das crianças sofrem com isso regularmente. Infelizmente a câimbra é mais do que um incômodo. Ela pode vir acompanhada de muitas dores causadas pelas contrações musculares.

Pesquisadores  da Trinity Medical Clinic, no Canadá, acreditam que a falta de magnésio pode ser uma das causas deste problema, uma vez que este mineral tem um papel importante nos sinais neuromusculares.

2 – Insônia

conheca-nove-sinais-da-falta-de-magnesio-no-corpo-1

A deficiência de magnésio costuma ser precursora de distúrbios do sono, ansiedade, hiperatividade e inquietação. A explicação é que o magnésio é vital para a função do GABA, um neurotransmissor inibitório conhecido por “acalmar” o cérebro e promover o relaxamento. Estas foram as conclusões de um estudo da Faculdade de Nutrição e Tecnologia de Alimentos de Teerã, no Irã.

A recomendação é que os insones tomem um suplemento com magnésio antes de dormir ou no jantar.

3 – Dor Muscular e Fibromialgia

Um estudo publicado na “Magnesium Research” examinou o papel do magnésio nos sintomas da fibromialgia. Os pesquisadores descobriram que o aumento do consumo de magnésio reduziu a dor e a sensibilidade dos pacientes e também melhorava os marcadores sanguíneos imunológicos.

Muitas vezes ligada a doenças autoimunes, esta pesquisa deve encorajar pacientes com fibromialgia, pois destaca os efeitos sistêmicos que os suplementos de magnésio têm sobre o corpo.

4 – Ansiedade

conheca-nove-sinais-da-falta-de-magnesio-no-corpo-2

Como a deficiência de magnésio pode afetar o sistema nervoso central, (mais especificamente o ciclo GABA no corpo), seus efeitos colaterais podem incluir irritabilidade e nervosismo.

À medida que a deficiência piora, causa altos níveis de ansiedade e, em casos graves, depressão e alucinações. Isso porque o magnésio é necessário para todas as funções celulares e sistemas do organismo, do intestino ao cérebro, interferindo positivamente na absorção de nutrientes.

A boa notícia é que o magnésio pode ajudar a acalmar o corpo, os músculos e ajudar a melhorar o humor. É por isso que especialistas recomendam a ingestão de suplementos com este mineral na dieta.

E mais: estudos da Universidade de Innsbruck, na Áustria, comprovaram que os pacientes que tomaram suplementos com magnésio obtiveram ótimos resultados no controle da ansiedade.

5 – Pressão Alta

No organismo, o magnésio trabalha em parceria com o cálcio para controlar a pressão sanguínea e proteger o coração. Então, quando você é deficiente em magnésio, pode ser também em cálcio e ter hipertensão ou pressão alta.

Um estudo do Instituto Nacional de Medicina, em Estocolmo, Suécia, observou 241.378 pessoas. Eles descobriram que uma dieta rica em alimentos com magnésio pode reduzir o risco de um derrame em 8%. Isso é muito importante considerando que a hipertensão causa 50% dos acidentes vasculares cerebrais isquêmicos no mundo.

6 – Fadiga

conheca-nove-sinais-da-falta-de-magnesio-no-corpo-3

Baixa energia, fraqueza e fadiga são sintomas comuns de deficiência de magnésio. A maioria dos pacientes com síndrome da fadiga crônica também é deficiente em magnésio.

A Universidade de Maryland Medical Center relata que a ingestão de 300 a 1000 miligramas de magnésio por dia pode ajudar, mas você também quer ser cuidadoso, pois o excesso pode causar diarreia. (9)

Se você sentir esse efeito colateral, reduza um pouco a dose até que este efeito colateral desapareça.

7 – Diabetes Tipo 2

Uma das quatro principais causas de deficiência de magnésio é a diabetes tipo 2. Pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, por exemplo, observaram 1.452 adultos com baixos níveis de magnésio. Essa condição era 10 vezes mais comum entre os diabéticos.

Outro estudo do Instituto Nacional de Medicina, em Estocolmo, Suécia, descobriu que a simples adição de suplementos de magnésio (100 miligramas por dia) reduziu o risco de diabetes em 15%!

8 – Enxaqueca

conheca-nove-sinais-da-falta-de-magnesio-no-corpo-4

A deficiência de magnésio tem sido associada a enxaquecas devido a sua importância no equilíbrio de neurotransmissores no corpo. Estudos do “The New York Headache Center”, duplo-cegos e controlados por placebo, mostraram que entre 360 e 600 miligramas de magnésio por dia podem reduzir a frequência de enxaquecas em até 42%.

9 – Osteoporose

O organismo de um adulto médio contém cerca de 25 gramas de magnésio, metade disso está nos ossos.

Felizmente, há esperança! Um estudo publicado na “Biology Trace Element Research”, descobriu que a suplementação com magnésio retardou o desenvolvimento da osteoporose nos pacientes de forma significativa após 30 dias de uso.

Além de tomar suplemento de magnésio, você pode considerar a obtenção de mais vitaminas D3 e K2 para melhorar a densidade óssea naturalmente.

Viu como o magnésio é importante?

Uma forma prática e segura de se obter esse mineral é através de bons suplementos existentes no mercado.

Comece agora mesmo e melhore sua qualidade de vida! E se gostou deste conteúdo, repasse-o para os amigos, afinal compartilhar saúde é Vital!

Referências:
nps.org.au
ncbi.nlm.nih.gov
jle.com/en/revues
umms.org
draxe.com

Baixe gratuitamente o e-book:

Baixe nosso E-book grátis