Alimentar é dar para o corpo nutrientes necessários para a sua vitalidade. Esses nutrientes encontram-se em alimentos de origem vegetal ou animal. Os alimentos são triturados em pequenas porções através da digestão e absorção, que começa na boca, com a mastigação, e acaba nos intestinos, onde os nutrientes são absorvidos para serem usados nas nossas células, tecidos, músculos, órgãos, e em diversas funções biológicas.

É importante saber que um único alimento não é capaz de conter todos os nutrientes importantes para a saúde e que consumir somente um tipo de alimento poderá gerar para o corpo nutrientes em excesso, causando desequilíbrios e doenças. Para que isso não aconteça, é preciso equilibrar a alimentação, variando o cardápio com alimentos saudáveis e ricos nutricionalmente.

Você sabia que a maioria dos brasileiros não está consumindo nutrientes o suficiente em sua dieta diária? Nós até podemos estar consumindo o suficiente para evitar a deficiência clássica, mas não o suficiente para sermos realmente bem nutridos. Isso também acontece em outros países, como nos EUA; de acordo com um artigo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, apenas um por cento dos norte-americanos atende aos padrões mínimos de uma dieta equilibrada.

Infelizmente, os alimentos disponibilizados nos grandes supermercados que abastecem nossas despensas estão cada vez mais pobres nutricionalmente; seja devido à produção em larga escala com uso de agrotóxicos e medicamentos, seja devido à forma de armazenamento e distribuição, o que ocorre é que na hora que esses alimentos chegam até nós eles já perderam muito do seu potencial nutritivo, sem falar dos alimentos industrializados, que são nocivos para nosso organismo, pois possuem muitos aromatizantes, estabilizantes e conservantes.

Por conta desses fatores, muitos de nós podemos nos beneficiar com a suplementação através de cápsulas, especialmente quem estiver buscando mais qualidade de vida, fazendo alguma dieta, os que tiverem mais de 50 anos, gestantes e praticantes de esporte, ou seja, todos podem e devem suplementar!

5-suplementos

E então você pergunta: Suplementar com quais nutrientes?

Listamos aqui cinco suplementos importantes para uma saúde integral, acompanhe:

  • Polivitamínico – Os nutrientes são fornecidos como “equipes” em alimentos, por isso, se sua dieta é baixa em um determinado nutriente, certamente ela também será baixa em outros. Um polivitamínico é uma maneira conveniente de fornecer um equilíbrio de nutrientes, evitando as deficiências secundárias que acontecem quando você toma muito de um nutriente e afasta o outro. Porém, esteja sempre atento à qualidade, escolha marcas conceituadas, com selo de qualidade.
  • Ômega 3 – O DHA e o EPA, encontrados no ômega 3,  são importantes ácidos graxos essenciais, responsáveis pela saúde de todo o nosso organismo, especialmente do cérebro e coração. Se você não consumir pelo menos duas porções por semana de peixe gordo de mar (salmão, sardinha, cavala ou arenque) que é a principal fonte de ômega 3, então já passou da hora de você começar a suplementar, uma boa dica são as cápsulas de óleo de peixe. Já se você for vegetariano, procure uma fonte vegetariana e sustentável, o DHA de algas.
  • Magnésio – O magnésio é um potente anti-arrítmico e vasodilatador, além de ajudar a segurar o cálcio nos ossos; ele é encontrado nos vegetais, porém, o solo brasileiro é pobre em magnésio, já que este é mais abundante em locais onde há vulcões. A suplementação é uma excelente opção para consumir este importante mineral, sendo que uma das formas mais utilizadas é através do Cloreto de Magnésio PA.
  • Vitamina D – Já se sabe que na verdade a vitamina D é hormônio esteroidal, ela é liberada no corpo ao consumirmos determinados alimentos e é ativada quando tomamos sol. Você pode considerar tomar um suplemento de vitamina D, uma vez que você provavelmente não está tomando sol o suficiente e nem recebendo o suficiente de alimentos e bebidas, mas opte pela vitamina D3 que é de origem animal e é muito mais funcional para o organismo do que a vitamina D2 que é de origem vegetal.
  • Cálcio – Muito se fala sobre a importância da suplementação com cálcio, mas saiba que ele não deve ser tomado sozinho pois pode calcificar artérias e prejudicar o rim. O cálcio deve ser  ingerido junto com a Vitamina D3, que ajuda a absorver o cálcio, e junto com o magnésio, que serve para “segurar” o cálcio nos ossos.

Agora você já sabe quais são os suplementos mais indicados quando pensar em suplementação. Mas lembre-se de que antes de inserir qualquer suplemento em sua dieta verifique com seu nutricionista ou nutrólogo se está fazendo as escolhas mais acertadas para o seu perfil de saúde, certo?

Compartilhe este post e ajude mais pessoas a entenderem o poder da suplementação responsável.

#suplementaréVital