Altamente valorizadas nas culturas oriental, mediterrânea e africana, as sementes de gergelim têm sido usadas há milhares de anos para dar sabor aos alimentos.

Mas você sabia que elas também trazem muitos benefícios à saúde? Elas podem melhorar a saúde do coração, reduzir o colesterol, equilibrar os hormônios e até ajudar na prevenção do câncer?

Isso porque as sementes de gergelim contêm cerca de 50% a 60% de um ácido graxo que da família da lignana: a sesamina e a sesamolina, que são dois ácidos graxos poli-insaturados antioxidantes (além de ser um potente fitoesterol).

Veja como estes compostos podem beneficiar sua saúde:

1 –  Ajudam a reduzir o colesterol

Estudos recentes mostraram que as sementes de gergelim (e o óleo de gergelim prensado a frio) têm atividade fitoestrogênica e poderosos efeitos na redução do colesterol.

Os fitoesteróis atuam dentro do trato intestinal reduzindo a quantidade de colesterol absorvível. Algumas pesquisas mostraram que as sementes de gergelim têm o maior teor de fitoesterol entre 27 sementes testadas.

Elas contêm aproximadamente 400 gramas de fitoesteróis por cada 200 gramas de sementes.

O tipo específico de fitoesterol que eles fornecem é chamado beta-sitosterol, que também está ligado à melhora da saúde da próstata e das funções arteriais.

2 – Pode proteger a saúde do coração

gergelim-poderoso-aliado-da-saude-do-coraca-e-reducao-do-colesterol-4

Pesquisas mostram que as lignanas (fitoquímicos presentes no gergelim) ajudam a melhorar os índices de lipídios e podem normalizar o colesterol e a pressão sanguínea. Além disso, elas também ajudam a diminuir naturalmente o colesterol do fígado.

Por esse motivo, os pesquisadores se referem aos fitoquímicos de semente de gergelim como “agentes hipocolesterolêmicos”.

De acordo com estudos, cinquenta gramas de pó de sementes de gergelim tomadas diariamente durante cinco semanas por adultos saudáveis, mostraram efeitos positivos no colesterol total.

3 – Pode melhorar a pressão arterial

Sesame seeds . Selective focus

Sesame seeds . Selective focus

O óleo de gergelim é considerado um forte anti-hipertensivo, uma vez que pode ajudar a normalizar os níveis de pressão arterial.

Um estudo publicado no Yale Journal of Biological Medicine, investigou os efeitos de 32 adultos hipertensos que tinham entre 35 a 60 anos.

Eles ingeriram diariamente óleo de gergelim por 45 dias e, ao final do estudo, foi comprovado que esta substância pode ser uma ótima maneira de reduzir naturalmente a pressão arterial.

4 – Ajuda a equilibrar os hormônios

Pesquisas sugerem que o gergelim também pode afetar positivamente a produção de hormônios sexuais especialmente em mulheres na pós-menopausa. Isso porque ele atua no metabolismo dos ácidos graxos, o que consequentemente melhora os níveis dos hormônios sexuais.

Esta foi a conclusão de um estudo publicado no The Journal of Nutrition. De acordo com os pesquisadores, a ingestão de gergelim também teve efeitos positivos sobre os lipídios sanguíneos e na função antioxidante em mulheres adultas.

5 – Ajuda a controlar o câncer

gergelim-poderoso-aliado-da-saude-do-coraca-e-reducao-do-colesterol-3

As sementes de gergelim são uma rica fonte de lignanas. Nos mamíferos, estas substâncias são chamadas enterolactona e enterodiol e são produzidas pela microflora no cólon.

Pesquisas recentes sugerem que elas têm efeitos anticancerígenos, especialmente na prevenção de cânceres de cólon e de mama.

Um estudo feito pelo Departamento de Ciências Nutricionais da Universidade de Toronto, investigou os efeitos da ingestão de 25 gramas de gergelim em mulheres saudáveis na pós-menopausa durante um período de quatro semanas.

Os resultados mostraram um aumento das lignanas de mamíferos nas mulheres que receberam sementes de gergelim. Isso sugere que elas são processadas pela flora bacteriana no cólon e podem ajudar a proteger as células deste local da oxidação e do desenvolvimento do câncer.

A pesquisa publicada no Journal of Nutrition, também descobriu que inserir lignanas na dieta pode ser um tratamento natural para reduzir o risco de câncer de mama.

Depois de rastrear o consumo de lignanas de 683 mulheres com câncer de mama e 611 mulheres saudáveis, constatou-se que as mulheres com maior consumo de lignanas (comparadas à menor ingestão) tiveram uma chance 50% menor de desenvolver o câncer de mama.

6 – Pode ajudar a queimar gorduras

Certos fitoquímicos encontrados nas sementes de gergelim (que fazem parte da família das lignanas) também são conhecidos por serem benéficos para o metabolismo e para a capacidade do corpo em queimar gordura.

Estudos realizados envolvendo animais, mostraram que as sementes de gergelim podem atuar como um alimento que queima a gordura.

Isso porque os lignanas melhoram mecanismos hepáticos importantes que podem aumentar a queima de gordura. Elas melhoram a atividade de várias enzimas hepáticas que atuam na quebra dos ácidos graxos.

Esta é uma razão pela qual vários suplementos de queima de gordura ou musculação disponíveis no mercado contêm ingredientes ativos de sementes de gergelim.

7 – São uma boa fonte de vitaminas e minerais

gergelim-poderoso-aliado-da-saude-do-coraca-e-reducao-do-colesterol-2

As sementes de gergelim são ricas em nutrientes. Uma porção de duas colheres de sopa de sementes de gergelim, contém uma quantidade importante de nutrientes como de ferro, magnésio, fósforo, potássio, cobre e manganês.

Essa mesma quantidade contém cerca de 2g de fibra e 3 a 4g de proteína, o que, dado ao pequeno tamanho da porção, é mais proteína do que muitos outros alimentos proteicos como nozes e sementes

Como consumir as sementes de gergelim?

Para melhor absorção dos nutrientes do gergelim no seu organismo, triture as sementes antes de consumi-las. Você pode polvilhar estas sementes em saladas, iogurtes e até em sobremesas!

Se preferir ingerir o óleo, escolha suplementos de gergelim de boa qualidade e extraídos a frio, pois somente assim ele terá as propriedades funcionais preservadas!

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe com seus amigos para que eles também se beneficiem deste nutriente! Afinal, compartilhar saúde é Vital!

Referências:
draxe.com
ncbi.nlm.nih.gov/pubmed

A Vital Âtman não indica a automedicação e a interrupção de qualquer tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Para que as ações destes importantes nutrientes sejam bem aproveitadas, recomendamos uma dieta equilibrada, rica em Legumes, verduras e Frutas, evitando alimentos ultra processados, de acordo com as orientações do Novo Guia Alimentar.

Para começar a obter os efeitos desejados, recomendamos o consumo por um período mínimo de 3 meses.

 

Baixe gratuitamente o e-book:

Baixe nosso E-book grátis